iinspiradas

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Descobrindo o prazer em planejar e viajar!

às
Eu sempre gostei de viajar. Mas nem sempre eu soube disso.
Viajar e colorir o mapa da vida...

O fato é que depois de terminar o curso de Engenharia Eletrônica que durou 6 longos anos (entre reprovações e uma grande greve) eu me vi com muito tempo livre quando o que eu tinha pra fazer era apenas trabalhar. Digo apenas porque mudar de uma rotina de 16 para 9 horas por dia se tornou "apenas".


Eu descobri que eu não tinha hobby. O trauma de tantas leituras obrigatórias me afastou dos livros. Uma ansiedade que vem de família não me permitia simplesmente relaxar e fazer nada. Um sentimento de inutilidade me cobria toda vez que eu terminava de assistir um episódio de alguma série que eu adorava. Cheguei em um ponto que fazer nada não me deixava fazer coisa nenhuma. Com a ansiedade vinham a dor de estomago, a enxaqueca, as dores no corpo, e por consequência uma vontade de fazer nada mesmo. Nem "apenas" trabalhar.

Em um surto, daqueles de chorar copiosamente sem saber ao certo porque estava chorando, resolvi dar uns tapas na minha própria cara e tentar sair deste buraco que eu, e apenas eu mesma, estava me colocando: afinal de contas, o que me dá prazer em fazer e eu posso tentar enganar a mim mesma dizendo é "útil". Não, planejar viagens não foi a primeira coisa que me veio a cabeça - seria muito romântico se assim fosse.

Tive várias fases, algumas passageiras e outras que permanecem até hoje. Planejei móveis, mandei cortar madeira e montei meu próprio guarda-roupa do jeito que eu queria. Passei algumas semanas como louca tirando bolinhas de TODAS as camisetas do namorado com gilete. Coloquei papel de parede eu mesma numa parede aqui de casa. Tentei organizar as coisas do meu namorado (que também é Eng. Eletrônico), mas essa ainda me parece ser uma tarefa sem fim. 

Até que um dia, organizando algumas fotos, eu comecei a lembrar de cada uma das viagens que eu já havia feito. De como elas haviam acontecido. De como eu já tinha feito muito com tão pouco. Notei como viajar estava presente na minha vida e a cada lembrança o sorriso vinha fácil ao rosto. Não apenas as lembranças das viagens em si, mas as histórias por trás do planejamento de cada uma delas.

Desde este dia VIAJAR MAIS entrou definitivamente para as minhas resoluções de Ano Novo. Se tornou um dos meus remédios contra a ansiedade. <3

Querendo viajar mais, minha dedicação a esse tema me fez descobrir muitas possibilidades. Entender mais sobre mim mesma, sobre o que eu gosto, o que eu quero e a minhas prioridades de vida. E é todo esse amor pela coisa que eu quero dividir com vocês. Semanalmente eu vou compartilhar minhas ideias sobre o planejamento, a escolha de destinos e como economizar. Mas principalmente quero que vocês se inspirem e descubram o que lhes faz bem. 

#VemComigo #SeJoga

Um comentário: