iinspiradas

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Xampu sólido! Sério isso?

às
No início deste ano, quando completei 46 anos, comecei a buscar produtos cosméticos mais saudáveis. Ser mãe, esposa, trabalhar, cuidar da casa e do cachorro fez com que eu me descuidasse da saúde, além de nunca ter me dado ao trabalho de ler o rótulo dos produtos de higiene e limpeza até que, após uma descoloração que arruinou meu cabelo e me fez ficar dois anos tentando recuperar a boa aparência dos fios, tomei conhecimento da técnica chamada low poo.
Nesta técnica, é abolido o uso de sulfatos agressivos, petrolatos, óleos minerais e parafinas (para saber mais, sugiro assistir os vídeos da Mari Morena sobre o tema, ela explica super bem e de forma bem didática).
Os resultados foram ótimos e, em seguida, conheci, também, os produtos orgânicos e naturais que acabaram substituindo meus cosméticos para rosto e pele e, de novo, me surpreendi muito com os resultados.
O uso de produtos saudáveis deixou de ser mera curiosidade para se tornar uma necessidade, afinal, porque colocar sobre a pele e couro cabeludo produtos químicos nocivos para a saúde se existe alternativas saudáveis e até mesmo sustentáveis?
Pois bem, e nessa busca, acabei topando com os xampus sólidos e meu primeiro pensamento foi: sério isso?





Olhando fotos desses xampus, não conseguia desassociar dos sabões em barra, desses para lavar roupa e não me pareceu uma Ideia atraente...
Mas antes de descartar a proposta, resolvi pesquisar sobre o assunto e qual não foi minha surpresa de ver o quanto esses xampus têm uma ótima aceitação entre aqueles que estão em busca de produtos saudáveis.
Resolvi dar uma chance, afinal, no mínimo seria uma nova experiência e por mais esquisito que pudesse parecer passar um sabão na cabeça, achei que valia a pena testar.
Aqui faço uma ressalva, os xampus sólidos tem uma função específica para a limpeza do couro cabeludo e dos cabelos sendo, inclusive, indicados para determinados tipos de cabelo, de acordo com sua composição, podendo, sim, ser utilizado também na pele, mas o contrário não ocorre, necessariamente. Sabonetes orgânicos/naturais não sao indicados para o cabelo.
Outra coisa que me chamou muito a atenção foi o fato de não utilizarem embalagens plásticas, o que faz com que esses produtos também sejam sustentáveis, gerando menos dejetos na natureza além de, em sua maioria, serem compostos de produtos naturais, sem conservantes e não testados em animais e uma marca me chamou a atenção: Fefa Pimenta, totalmente natural, artesanal e brasileira.
Pensem em uma pessoa muito prestativa e que realmente ama o que faz, essa é a Fefa Pimenta.
Troquei mensagens com essa querida pelo Facebook e através de e-mails e ela sempre me respondeu de forma extremamente atenciosa, tirando minhas dúvidas e dando alguns conselhos e acabei fazendo meu pedido: um Xampu Sólido de Abacate com Lavanda e um Xampu Sólido de Macadâmia e Cupuaçu, cada barra pesando em torno de 130g.
Cerca de dez dias depois, recebi meus xampus, junto com uma amostra de Xampu de Bacuri Anis com Gergelim e um bilhetinho fofo escrito a mão (um mimo da Fefa que me chamou muito a atenção).




Então começaram as surpresas: O xampu de Abacate com Lavanda é indicado para cabelos secos, ondulados, crespos e cacheados que precisam de equilíbrio e hidratação, fortalecendo os fios e estimulando o crescimento. Também podem ser usados para a hidratação e nutrição da pele, sendo que para a pela é indicado para tratamento de dermatites, queimaduras, psoríase e inflamações em geral.

Tem, em sua composição, óleos vegetais saponificados de Palma, Palmiste, Oliva, Cupuaçu e Abacate, óleos essenciais de Lavanda, Tangerina e Tea Tree (Melaleuca), Oleoresina de Alecrim e Resina de Benjoim.
Ou seja, nada de químicas agressivas entrando em contato com a pele, além de possuir um perfume suave e, quando usei, tive aquela sensação de frescor e de limpeza.
Quase não faz espuma – e a espuma não é importante, acredite – e aqui chegou a minha segunda surpresa: a durabilidade.
Antes de usar, eu cortei uma “fatia” do xampu, equivalente a uns 20% ou 25% do produto e, essa fatia durou em torno de 10 dias (eu lavo o cabelo todos os dias), ou seja, uma barra de xampu pode durar até uns 40 dias se usado diariamente o que o torna extremamente econômico e o preço é muito justo (R$ 17,40).
Depois de usá-lo, senti a necessidade de usar condicionador (meu cabelo é bem seco), embora tenha lido muitos relatos de pessoas que dispensaram o uso de condicionador após passarem a usar xampu sólido.
O único ponto negativo foi que tive muita dificuldade de tirar a manteiga capilar com o xampu sólido, mas não descarto a possibilidade de que tenha sido por falta de habilidade da minha parte. Vou seguir tentando.

Em relação ao Xampu de Macadâmia e Cupuaçu, como recém cheguei na segunda “fatia” do outro xampu, ainda não tive a oportunidade de experimentá-lo.
Esse xampu, conforme descrição no site, é indicado para cabelos normais a secos, promovendo hidratação dos fios, diminuição do frizz e estimulando o brilho dos fios, além de auxiliar em casos de pontas duplas e de danos causados pela ação de poluição, vento, raios solares e atua auxiliando na recuperação dos fios danificados, principalmente em cabelos ondulados e cacheados. Na pele promove uma deliciosa hidratação, auxilia na cicatrização e elasticidade. Possui efeito anti-inflamatório. Pode ser usada em casos de eczemas, dermatite e em peles extremamente ressecadas.
Tem como ingredientes, óleos e manteigas vegetais saponificados de Palma, Palmiste, Macadâmia e Cupuaçu, além de óleos essenciais de Laranja, Tangerina, Ylang-Ylang e Cedro, Oleoresina de Alecrim e Resina de Benjoim e com adição de canela em pó. Seu custo foi de R$ 19,60.
Gostei tanto do xampu de abacate com lavanda que quase não resisti e abri o de macadâmia para experimentar (vou desenvolver minha paciência e aguardar até acabar o primeiro).
Enfim, eu realmente gostei muito do xampu sólido e acredito que seguirei usando por muito tempo.
Ressalto que quando da busca desse produto, que seja observada a sua composição (vi um com sulfato), além de sugerir o uso do xampu orgânico/natural (devido a qualidade dos ingredientes), de possuir selo Cruelty Free (não testado em animais) e com embalagens recicláveis e/ou biodegradáveis (não vamos esquecer da sustentabilidade).
É uma aventura que vale a pena ser experimentada e, por mais estranho que possa parecer a princípio, os resultados compensa aquele medo de trocar um produto tradicional por um tão inusitado!
Um grande abraço e até a próxima semana!

Para saber mais sobre a Marca Fefa Pimenta, acesse:

Sobre low e no poo, assista:

6 comentários:

  1. Ane, adoro as suas idéias de texto!!! Super novidade! Nunca tinha ouvido falar em Shampoo sólido! Com certeza vou experimentar também! Sucesso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiguxa! Tenho certeza que vai amar! Eu estou adorando essa experiência!

      Excluir
  2. Que legal tua resenha Ane, se tu não se importar vou linkar teu Blog no vídeo que vou fazer pra quem quiser ler mais opiniões sobre a marca ��

    www.guriascomestilo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me sentiria honrada!!!! Fico muito feliz por ter gostado e mais ainda por querer dividir o post! Um grande beijo!

      Excluir