iinspiradas

sábado, 17 de dezembro de 2016

Aonde me voluntariar em SP

às
Fim de ano... Só consigo pensar que é época de descanso, ficar com a minha família e amigos, comer bem... Resumindo: época de fraternidade. Nesse espírito de compaixão e renovação que quero te inspirar a aproveitar esse tempinho para pensar um pouco ao seu redor.

Difícil enxergar fora de nossas vidas quando temos um lar para residir e familiares ao nosso lado e nossos problemas tornam-se apenas o nosso dia-a-dia, porém, muitas pessoas não possuem esse privilégio, de escolher com o que se preocupar. Eles querem simplesmente sobreviver.



Vivemos em um mundo repleto de negatividades, violências e carências. Vamos mudar nossa vibração, vamos começar por nós. Vamos ser os agentes causadores e não reativos. Exatamente nesta época do ano que essas pessoas carentes se tornam mais sensíveis e descrentes no mundo. Por que não aproveitar nossa saúde e bem-estar e desenvolver um pouco nosso lado humano?

O primeiro passo é entrar em contato com a realidade. Temos uma visão muito distante da quantidade de crianças, idosos, doentes e deficientes largados pelas famílias... Não vamos julgar as causas, vamos atuar nas consequências.

v Cerca de 20 mil crianças e adolescentes brasileiros vivendo em abrigos, segundo o CNCA (Cadastro Nacional de Crianças e Acolhidos) - Publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Avançada - IPEA


v  Crianças maiores, adolescentes, afrodescendentes, com problemas de saúde e/ou portadores de alguma necessidade especial representa o grupo com maior dificuldade de escolha no processo de adoção - Publicado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

v Existem cerca de 1,8 milhão de moradores de rua em todo o território brasileiro, segundo IBGE (Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2012 - Publicado por Observatório da Sociedade Civil


v  Estima-se em 30 milhões de animais abandonados no Brasil, entre cães e gatos, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) em 2014 -  Publicado por Agência de Notícias de Direitos Animais – ANDA


Ser voluntário é abrir mão dos seus MINÚSCULOS problemas e enxergar um mundo novo. Não tenha medo de se sensibilizar ao fazer uma visita voluntária, é normal! Claro que nossa primeira reação ao ver essas pessoas é sentir vontade de chorar, mas essa tristeza é totalmente preenchida por ESPERANÇA porque vamos notar quanto amor e trabalho uma casa de abrigo tem para se sustentar: quantas pessoas deram um pedaço do seu coração para manter a estrutura?

São muitos anjos voluntários inspiradores que já passaram anos se dedicando a casa, inúmeras doações para financiar as despesas do local e funcionários. Veja, este lugar é um verdadeiro TEMPLO. Logo, o único pensamento é tornar-se GRATO por aquele ser carente estar sendo assistido e poder estar em um lugar envolto de tantos corações bons. Minha mensagem é de convite: Novos corações sempre são bem-vindos! Tenhamos fé! A humanidade está evoluindo. Vamos deixar nosso egoísmo de lado!


Aonde se voluntariar? Aqui em São Paulo, através do site Centro de voluntariado, você coloca seu CEP e ele te mostra uma série de organizações sociais próximos de você. São diversas as opções de voluntariado que podem se encaixar no seu perfil! Sem desculpas! Comece conhecendo quanto amor seu bairro oferece!

Nenhum comentário:

Postar um comentário