iinspiradas

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Google Flights, um amor a primeira vista!

às
Todas as minhas viagens começam basicamente pela busca de passagens aéreas. E essa tarefa é chatinha e demanda paciência, tempo e um pouco de intuição.



Nesse tempo eu tenho experimentado diversas ferramentas agregadoras de busca: esse é o nome daqueles sites que reúnem os preços de diversas companhias no mesmo lugar.
Alguns destes sites apenas te mostram os preços e depois te redirecionam para quem de fato vende a passagem. Outros já te vendem ali mesmo.

Eu ainda vou falar de outros sites aqui, mas considero que estou começando pelo melhor de todos. O buscador de passagens aéreas Google Flights!


Ele não é o mais completo ou mais bonito. Mas com certeza, como a maioria das ferramentas do Google, é o mais funcional. Ele não vende a passagem em si, mas te diz onde achou o preço e os meios para você realizar a compra. 
Agora vai anotando aí: 

1 - A primeira coisa sensacional sobre ele é que o valor que ele te apresenta já está com as taxas de embarque. Dependendo do destino, principalmente se for internacional e com escalas, as taxas de embarque pode custar até 40% do valor total da passagem. Então, quando uma propaganda te diz que a passagem custa R$1.000, na verdade com taxas chegará perto de R$1.500. E eu sempre fiquei muito chateada com isso.

2 - Outra coisa em que ele é superior aos demais buscadores de passagem é a assertividade. Se ele diz que custará R$ 500, custara sempre isso ou menos. Ele pesquisa e te mostra naquele momento, não é um histórico de preço que quando você chega no site da companhia para comprar já não é mais aquele. Isso me aconteceu muito com outros sites no passado.

3 - Pesquisa: os básicos você já deve conhecer, ida e volta ou apenas só ida. O várias cidades é menos conhecido mas bem útil. No Google Flights ele só funciona em vôos internacionais. A ideia é você aproveitar uma escala que você faria na viagem e estender alguns dias por ali. Por exemplo, para São Francisco o vôo faz escala em Las Vegas. Em várias cidades você pode pesquisar por Origem-Las Vegas, Las Vegas-São Francisco, São Francisco-Origem. NUNCA deixe de usar essa função em viagens internacionais, sempre rola umas boiadas =D

4 - Buscas com datas flexíveis e gráfico de preços: Você sabe qual é o seu destino desejo e quer saber quando é mais barato fazer a viagem?
Por exemplo, tenho em mente alguns destinos mas não sei quando vou tirar férias. Coloco minha origem e destino pretendido, e ao invés de colocar datas fixas, eu mudo ali na parte de baixo para "Gráfico" e coloco o número de dias que eu quero que a minha viagem tenha. Eu já consigo ter ideia de qual mês é mais caro ou mais barato. Quanto mais próxima fica a viagem, mas dá para notar a discrepância de preços as vezes variando apenas alguns dias a partida. Ajuda muito a escolhe a melhor combinação de partida e retorno.


O pico ali é o carnaval...

5 - Descubra Destinos: Aqui vem a parte divertida! Um mapa em que você coloca qual é a sua origem e quando pretende viajar. Ele te apresenta sugestão de destinos já com os valores. Isso ajuda muito quando você sabe o quanto pode gastar mas as vezes não sabe exatamente para onde quer ir. Quando você clica sobre um dos destinos, na barra lateral esquerda ele inclusive já mostra o valor médio da diária em hotéis para aquele período. É ótimo para procurar um novo destino!

6 - Encontre o dia mais barato para viajar: Você fez uma busca com datas que achou que seriam boas. O Google Flights te mostra o resultado para estes dias, mas se em dias próximos os preços são melhores ele vai te sugerir mudar a sua viagem. A mesma coisa acontece se a diferença de preço for muito grande para aeroportos próximos. Não é sempre, mas quando temos flexibilidade isso é ótimo! Poucos agentes de viagem farão isso por você...


Se partir e voltar um dia antes a diferença é de 40%!

7 - Rastrear destino ou Vôo: Quando você faz a busca aparece uma opção para ativar o rastreio. Quando ativado, o Google Flights te mostrará a evolução dos preços conforme o dias passam e a passagem fica mais cara ou mais barata. Eu utilizei esse recurso recentemente, quando num fim de semana fui pesquisar uma passagem e achei ela MUITO cara. R$700 para CWB-RIO em dezembro. Coloquei para rastrear e duas semanas depois fui olhar o histórico de preços. Eu reparei que às terças e quintas a passagem ficava mais barata. Paguei R$374 com taxas por pessoa. Não me perguntem porque diabos isso acontece, tem coisas que não faz sentido na minha cabeça, só sei que foi assim.

Acho que não esqueci de nada. Espero que você tenha gostado de conhecer o que essa ferramenta é capaz de fazer, te ajudado a dar o primeiro passo para encontrar uma passagem barata para o destino que você desejar!


Só pra te dar vontade de começar a pesquisar agora!

Compartilhe este post com seus amigos, vamos viajar mais!

#SeJoga

3 comentários:

  1. Como é que tu encontra essas coisas???? Obrigada por dividir essa novidade conosco (pelo menos é novidade para mim!!!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamentee!!! Ia perguntar a mesma coisa para a Carou!
      Haha! Google sempre facilitando nossa vida né...
      Esperando lançar a versão nacional!

      Excluir
  2. Carou você é sensacional!!! hahaha #Partiu comprar passagens mais acessíveis!

    ResponderExcluir