iinspiradas

domingo, 22 de janeiro de 2017

Destinos exóticos - Deserto do Atacama

às
Oi, inspiretes!

Me perdoem, estive um pouco ausente. Eu tinha planos de adiantar alguns posts antes das férias, mas há planos que já nascem frustrados, não é mesmo?!

Graças a Deus os planos de viagem aconteceram sem muita turbulência e é sobre isso que pretendo falar com vocês essa semana! Aliás, não só essa semana, pois acho que essa viagem rende um pouco mais de assunto.

E aí? Quer conhecer um pouquinho do deserto mais árido do mundo?






Quando me casei, há quase 8 anos atrás, eu e o marido tínhamos o desejo de fazer uma viagem grande por ano. Esse desejo, infelizmente, foi surpreendido pela crise financeira de 2009 e, como muitos outros planos, ficou só no papel. 

Mas, nós somos brasileiros e não desistimos nunca!

Planejamos algumas estratégias, economizamos e investimos até conseguir realizar! A primeira viagem aconteceu no início de 2015, pulamos 2016 e agora no início de 2017 fizemos a segunda. E é esta segunda viagem que vou dividir com vocês, a começar pelo escolha do destino.

 - Porque o deserto do Atacama?

Eu estava aleatoriamente assistindo alguns vídeos do Canal da Juliana Góes e me deparei com o vlog da viagem que ela fez ao Atacama. (Confira nesse link aqui).
Eu já tinha ouvido falar a respeito do lugar, mas nunca tinha tido nenhum tipo de curiosidade a respeito… afinal, o que que tem pra fazer no meio do deserto? Mas, assistindo ao vídeo dela eu me surpeendi com a quantidade de opções interessantes e com a beleza do local.

Ali nasceu uma sementinha no meu coração e pensei: um dia ainda vou lá!

Menos de uma semana depois minha amiga Tati veio me propor um destino de viagem e adivinhem qual foi? Exato, pro Atacama! Pensei que só podia ser um sinal! Hehehe

Apresentamos a ideia aos maridos que também toparam e começamos a planejar.

 - Planejamento, vale a pena fazer sozinho ou contratar uma agência?

Nós contamos com a ajuda de uma agência de viagens.  A Tati já tem certa experiência com viagens internacionais e por isso tem uma pessoa de confiança que planeja tudo pra ela, com transparência e seriedade. Eu achei a experiência muito positiva, principalmente porque nosso plano de voo mudou umas 500 vezes e nós não tivemos que nos preocupar com isso e nem com nenhum outro aspecto da viagem, apenas escolhemos os passeios e fomos nos divertir!

Portanto, eu aconselho a fazer uma pesquisa prévia para levantar valores aproximados e, com esses valores em mãos, ir até uma agência para comparar e determinar a viabilidade da contratação dos serviços de um terceiro. Nessa comparação vale estabelecer um valor para a sua dor de cabeça! Começar uma viagem de férias se estressando… pode estragar tudo!

 - Preparando as malas

Essa foi, sem dúvida, a parte mais difícil. Antes de começar fui perguntar pro Google e quase cai de costas, a variação climática vai do -10ºC ao 30ºC… Fazer as malas foi desafiador!

Além disso é preciso levar chapéu/boné, calçados resistentes para caminhada em terreno acidentado, roupa de banho e toda sorte de cosméticos para ajudar a manter pele e cabelos hidratados.

Dentre os auxiliares para o clima seco posso destacar 3 que foram de extrema importância pra mim: Garrafas de água, soro fisiológico  e lenço umedecido.

É interessante levar garrafas do tipo squeeze, pois lá a água é cara. Assim, você poderá comprar um galão de 6 litros e economizar alguns milhares de pesos.




Já o soro fisiológico servirá para hidratar as narinas. 
Eu atualmente moro em Jaraguá do Sul/SC, uma das cidades mais úmidas do país. Há dias que temos umidade relativa do ar entre 80% e 95%!! (Sim, somos praticamente sapos. Respirar fundo acarreta risco de afogamento! rsrsrs)
Por isso, enfrentar os míseros 6% do deserto teria sido impossível sem o soro fisiológico, o nariz fica tão seco que mesmo com o soro tive várias feridas.




E, por último, mas certamente não menos importante: O lenço umedecido.
Eu coloquei na mala porque achei que seria bom pra limpar o suor do rosto nas caminhadas, mas como lá é muito seco a gente não chega realmente a suar. Mas… no último dia nós fizemos um passeio em que o lenço umedecido desempenhou papel vital.  Conto mais a respeito quando for detalhar os passeios.




E por hoje é só! 

Confira a continuação:

Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5

Nos próximos posts mostrarei detalhes de cada um dos passeios que fui.

Então fiquem ligados! E, até lá!

Bjokas;




4 comentários:

  1. Já pode bater em você??? Morri de curiosidade agora! Já estou com o meu caderninho aqui anotando tudo, é um destino que está na minha lista mas nunca cheguei no ponto de pesquisar sobre ele.

    Sobre a agência: desenvolver o relacionamento com um agente de viagens tem se tornado fundamental para mim. Deixar a burocracia na mão dele e me preocupar com a parte divertida e gostosa da viagem. Mas não gosto muito de agências grandes, acho que a coisa fica muito impessoal...

    Estou aguardando ansiosamente os próximos capítulos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pesquisei bastante depois que decidimos ir, é surpreendente!

      E isso da agência pequena eu concordo contigo. A agência aqui de Jaraguá é de médio porte,mas a agente é amiga da Tati de anos e anos... então é quase da família! Hehe

      😘

      Excluir
  2. Quero continuação e mais foto!!!!!!!!!!!
    Hahaha
    E na próxima, me leva na bagagem, sou pequena!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, nos posts dos passeios vai ter fotenias siiiimm!! Hehe

      E... bem conversadinho eu até compro uma mala maior! 😁

      Excluir