iinspiradas

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Carnaval: para onde ir?

às
Carnaval: para onde ir?

Agora que o ano começou e o próximo feriado é um dos mais aguardados pelos brasileiros, tá na hora de programar a próxima viagem! 

Bem da verdade, já passou um pouco do tempo certo de programar uma viagem para o carnaval. Mas em tempos de crise talvez ainda seja possível encontrar boas oportunidades para aproveitar esse feriado prolongado. 
Quando a gente fala de viajar no carnaval a maioria das pessoas logo pensa em escola de samba, trio elétrico e festa. Mas nem só de folia se vive no carnaval. Então, reuni alguns destinos para os mais diversos públicos. Veja qual se encaixa melhor no seu perfil (e de quem viaja com você) e bóra caçar boas promoções!

São Paulo - aqui ele se divide em dois tipos mais populares: o carnaval das escolas de samba com seu clássico desfile no sambódromo e os quase 500 blocos de ruas (previsão de 2017) que se espalham pela cidade. 
Assistir a um desfile custa entre R$30,00 e R$1.200,00 por pessoa dependendo do dia e do tipo de ingresso. Também é possível desfilar com uma escola de samba, é "só" você pagar para a escola de samba pela fantasia. Só achei de fato para vender no site da Mocidade Alegre. Também não achei muitas outras informações sobre a necessidade de ensaios e coisas do tipo. Se tiver realmente interesse, é bom ligar para a escola de samba e entender o que mais precisa ser feito.
Que tal amanhecer no sambódromo assistindo as escolas do grupo especial?

Não há um local que concentre as informações sobre o carnaval de rua ainda, acredito que até o começo de fevereiro a programação seja colocada neste site da prefeitura de São Paulo, que no momento ainda cadastra os blocos.
Em geral eles saem durante o dia, cada um em seu bairro e com trajeto definido. Tem infantil, tem juvenil, tem LGBT, tem dos solteiros, tem dos casados, tem dos idosos. É só escolher a sua tribo, providenciar a  fantasia e se jogar! Pode valer a pena escolher a localização do hotel baseado no que você vai querer fazer na cidade. Deslocamento sempre é um custo considerável na viagem.

Rio de Janeiro - tem praia, tem blocos, tem desfile, tem trio, tem de tudo. É a segunda época do ano em que a cidade mais enche, perdendo só pro ano novo. Assim como no ano novo, espere um cenário em geral inflacionado. O guarda sol na praia pode chegar a custar R$25 e cada cadeira R$15. Se alugar um apartamento, prefira um que tenha o material de praia disponível (se ir a praia estiver na sua lista). 

Salvador - Aqui o bicho pega de forma profissional. Ouvi dizer que há quem gaste R$ 12 mil para curtir a folia na amada Bahia. E não estou falando de hospedagem em resort de luxo.  Bastam alguns camarotes para cada um dos 6 (isso SEIS) dias de festa, open bar, abadás... pronto, vai custar o mesmo que ir para a Europa! Como vocês já devem ter percebido pelo meu entusiasmo, não é o meu tipo de viagem. 
Um dos famosos: Circuito Barra/Ondina

Recife/Olinda - Outra combinação de praia+folia. Seja nas ladeiras de Olinda, ou nas ruas de centro histórico de Recife, a festa é garantida. É muita cultura local envolvida, o que se torna uma boa oportunidade também para visitar os museus e centros culturais.
Estive em lá no Ano Novo e disseram que pela crise ainda há quartos/imóveis para alugar em Olinda, o que não seria comum em outros anos. 
A passagem aérea costuma ir para as alturas. Mas promoções com milhas ainda podem surgir, se realmente for do interesse ir pra lá fique de olho.
Olinda e seus Bonecos

João Pessoa - os trios elétricos passam por aqui na semana que antecede o carnaval. No carnaval em si a cidade é o destino de quem quer sossego. Muito recifenses que alugam suas casas para quem quer fervo, escolhem João Pessoa para descansar. Não que não tenham algumas festas, mas o foco aqui será praia e relaxar. Escolha um hotel confortável e bem localizado, aproveite a praia e os passeios durante o dia e a noite aproveite a boa gastronomia do local, desde a feirinha em frente ao hotel Tropical Tambaú até os restaurantes mais requintados como o Nau.

Curitiba - A cidade se transforma em Rock'n Roll, baby. Até tem carnaval com desfile de escola de samba, mas o que atrai mesmo gente para a cidade é o Curitiba Rock Carnival, sendo a festa principal o Psycho Carnival. Toda a região do centro histórico é tomada por bandas de rock e metal do país, além de atrações internacionais. Há shows gratuitos e outros pagos em casas noturnas. E na segunda de carnaval ainda há o clássico Zumbie Walk, sempre muito esperado na cidade. Se a sua praia não é samba (nem praia e sol) Curitiba pode ser uma ótima opção. A programação completa ainda não foi disponibilizada, deve ser informada nos próximos dias.
Pessoal do Zumbie Walk leva a coisa a sério! =D

Florianópolis - a cidade tem até sambódromo, descobri fazem poucos anos. Mas o forte são os blocos que saem em algumas praias. O Bloco Baiacú é famoso na barra da lagoa, e reúne crianças e adultos com marchinhas e clássicos do carnaval. A festa termina na praia e aí vira coisa pra adulto.  Ano passado não desfilou, não achei informações concretas sobre esse ano.
Tem também o Baiacú de Alguém (pessoal adora esse peixe hahahaha) que é do bairro de Santo Antônio de Lisboa, o Berbigão do Boca na região do Centro e o bloco dos sujos (homens vestidos de mulher) Sou+Eu.  
Florianópolis também atrai o público LGBT em peso com festas imensas geralmente na região da praia Mole. 
Como Florianópolis é uma ilha, as estradas são limitadas e nessa época o congestionamento é certo. Melhor se hospedar próximo da onde pretende festar para não se estressar.

Curtiu algum dos destinos? Tem alguma sugestão que não está na lista? 
Conta pra gente!

Um comentário:

  1. AHHHHHHHH que delicia! Amo carnaval, uma das melhores épocas do ano pra mim!
    Não sei qual o melhor lugar para o carnaval!
    Só não passei no sul ainda! Vou te visitar, amiga! hahaha

    ResponderExcluir