iinspiradas

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Rio de Janeiro: Copacabana e o Pão de Açúcar!

às
Este é o terceiro e último post sobre essa cidade que me deixou com gostinho de quero mais!

Caso você tenha perdido os primeiros:
           Rio de Janeiro parte 1: o básico!
           Rio de Janeiro: Copacabana e o Pão de Açúcar!


Depois de visitar o Cristo naquele domingo de Natal ensolarado e fazer um lanche rápido ao invés de almoçar, resolvemos que era hora de ir à praia. Como eu contei nos textos anteriores, estávamos eu e mamãe hospedadas em Copacabana. Nossa curta estadia não permitia ficar perambulando muito por outras praias, fomos ali perto mesmo, na altura do Copacabana Palace. 

Lembra que eu disse que era domingo de Natal? Então:


Tinha muita gente por m² na areia. As cadeiras e guarda-sol inflacionaram uns 300%. Para não perder a viagem, minha mãe tomou um banho de mar enquanto eu fiquei sentada na areia cuidando das coisas e olhando o movimento. Pelo que percebi, tinha muito mais morador que turista na praia. Fiquei um pouco tensa, meio alerta. Aquelas memórias que eu tinha do Rio antes de visitá-lo de fato me voltaram à mente. Não foi possível relaxar e curtir a paisagem ou a brisa do mar, que mesmo lotado tinha a cor da água linda como em poucos lugares que visitei.

Enquanto esperava minha mãe terminar de salgar o couro, já estava pensando o que faríamos a seguir. Decidi que o melhor forma de aproveitar o fim de tarde era ir ao Pão de Açúcar. Esse passeio turístico era novidade para nós duas!

Voltamos ao hotel para um banho rápido e pegamos um taxi usando o app do 99 taxi. Optei pelo taxi porque pelo horário o Uber estava com multiplicador! Custou R$ 11,28.

Já tinha dado uma olhada na internet sobre a compra do ingresso e como resolvemos ir meio em cima da hora, deixei para comprar na bilheteria do local. A entrada da bilheteria e a primeira estação ficam situados na Praia Vermelha. O ingresso para adultos custa R$ 76 e minha mãe que tem mais de 60 anos pagou R$ 38. 

Eu sempre via o desenho do morro por aí, o mesmo que a rede de supermercados Pão de Açúcar tem como logomarca, e jurava que os dois morros juntos eram o Pão de Açúcar. Só que não. 


O primeiro morro, mais largo e baixo é o Morro da Urca. É até onde vai o primeiro bondinho que você pega. Os bondinhos partem de 20 em 20 minutos ou quando atingem a lotação de 65 pessoas. 

Nesse link tem um mapa interativo que te ajudará a entender a minha descrição do local.

Nesse primeiro morro ficam algumas lojas, cafés, uma praça com bondinhos antigos para tirar fotos, o heliponto para quem quer (e pode) pagar um passeio de helicóptero e o restaurante Cota 200, famoso pela bela vista panorâmica do Pão de Açúcar.

Praia Vermelha vista do bondinho.

Heliponto, Cristo ao longe e Baía de Guanabara a direita.

Pão de Açúcar visto do Morro da Urca.

Atravessando esse patamar está a entrada para o bondinho que leva até o alto do Pão de Açúcar. Cada trecho de bondinho leva uns 3 minutos. Chegando ao topo, vários mirantes para as mais belas fotos e apreciação estão disponíveis. Compramos sorvete (inflacionadíssimo) e ficamos ali observando o por do sol.







Ali de cima também dá para ficar observando os navios passando na Baia de Guanabara, dá para ver o porto de passageiros ao longe e os aviões decolando e pousando no Aeroporto Santos Dumont.

Acho que não tínhamos como ter escolhido um horário melhor para visitar o Pão de Açúcar. Na volta decidimos ir ao Bar Devassa em Copacabana. Pedimos um Uber Pool, nessa modalidade você diz se está em uma ou duas pessoas e divide o carro com mais uma ou duas pessoas. Mais um casal embarcou com a gente lá mesmo no Pão de Açúcar. Essa corrida custou R$ 9,56 e descemos primeiro.

Já no Bar da Devassa achei que ele tem preço de bar de praia. Esperava que fosse mais caro, devido a todas as coisas inflacionadas que consumimos no decorrer desses dois dias.


Para fechar a viagem, no dia seguinte de manhã demos mais um pulinho na praia depois de conseguir um late check-out no hotel. Dá uma olhada na diferença de lotação de um domingo de Natal para a segunda feira:


Hora de voltar para casa e sonhar com a próxima viagem.
Espero que tenham gostado, e que eu tenha conseguido plantar a sementinha da vontade de conhecer/retornar ao Rio de Janeiro em cada um de vocês.

Tem muita coisa que está na minha lista para o retorno, como voar de parapente e asa delta, conhecer outras praias, passear na Barra da Tijuca... Cada vez que a gente conhece um pouquinho de um destino dá vontade de voltar e conhecer um pouco mais!

Beijos, e até o próximo destino!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário