iinspiradas

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Usar bucha vegetal só faz bem!

às

Um dia desses me mandaram o link de um post falando de supostos malefícios do uso da bucha vegetal. De início, nem me dei trabalho de abrir e ler, sentia que era provocação, até porque é piada recorrente ser a “amiga natureba” e volta e meia recebo alguma notícia/matéria com um “e o que acha disso?” junto.
Então estava eu conversando com meus botões, pensando sobre o que escrever para a postagem da semana, quando me veio à memória aquele post e resolvi ler (sim, estava bem guardadinho em uma conversa no Facebook) e eis que surgiu o tema da semana.


Pois bem, a matéria referia, em síntese, que usar bucha vegetal é perigoso para a saúde porque bactérias se proliferam facilmente nelas, pois a umidade presente no banheiro e a pouca circulação de ar entre as fibras criam um ambiente ideal para seu cultivo. Referia, também, que é seguro o uso quando do início de uso da bucha, quando ela ainda está um pouco dura, porque as fibras ainda estão com todas as suas propriedades bioquímicas, afastando as bactérias, não existindo, neste período, um grande risco de contaminação. Ressaltava que o problema ocorre quando prolongam o uso da bucha, até o momento que ela fica mais macia e flexível e, nesta fase, as bactérias se proliferam e são facilmente transmitidas para nossa pele, podendo causar uma infecção estafilocócica.
Quando terminei de ler, só conseguia pensar em “ah tá, só nas buchas vegetais que isso acontece, nas esponjas industrializadas, que também ficam no banheiro úmido e são usadas até começarem a se desmanchar isso não ocorre...”
Sinceramente, uma pesquisa superficial sobre o tema vai demonstrar que QUALQUER esponja, seja ela natural ou sintética, vai ser um foco de bactérias se não for bem cuidada e higienizada com regularidade.
Esse tipo de postagem/notícia em que aponta um malefício da bucha vegetal sem referir que o mesmo problema ocorre com as esponjas tradicionais e até mesmo com as buchas de nylon, tentam induzir as pessoas a erro e, para mim, se torna carente de credibilidade.
Pois bem, então vamos falar sobre os benefícios e vantagens de usar a bucha vegetal ao invés das esponjas tradicionais e industrializadas.
Essa amada bucha vegetal que usamos no banho vem, acreditem, de uma planta trepadeira (Luffa cylindrica) que dá um fruto parecido com o pepino que dentro tem essa esponja fibrosa.

A sua textura é seca e áspera, mas assim que entra em contato com a água quente do banho, se torna macia e flexível.
No banho, a bucha vegetal faz uma limpeza com eficiência, pois é um excelente esfoliante, agindo diretamente no tecido epitelial, retirando as células mortas e renovando a pele e, dessa forma, evitando o surgimento de estrias, além de estimular a circulação sanguínea, o que previne o aparecimento de celulites.
Outro benefício é para quem se depila com lâmina, pois a bucha, utilizada com regularidade, vai evitar que os pelos fiquem encravados. É ótima, também, para esfoliar a planta dos pés, principalmente os calcanhares, renovando a pele daquela região e mantendo a pele macia e sem rachaduras.
Além disso, o banho com a bucha vegetal é muito relaxante e a sensação de limpeza é percebido desde a primeira vez, devendo ser evitado o uso apenas no rosto.

A melhor forma de usar uma bucha vegetal no banho é com suaves movimentos circulares, firmes e contínuos, o que promove uma verdadeira massagem relaxante, sempre dando preferência ao uso de sabonetes sem química agressiva, procurando utilizar um produto o mais natural possível e com propriedades bactericidas e anti-inflamatórias o que acaba por transformar o banho em uma verdadeira rotina com benefícios terapêuticos, ressaltando-se que pode ser usada todos os dias.
A bucha vegetal pode ser encontrada, além de seu formato natural, em vários modelos, podendo ser escolhido aquele que melhor se adapta a sua maneira de tomar banho.
É possível encontrar modelos que possuem encaixe para a mão, outros com cabo para alcançar também as costas, bem como modelos conjugados com massageadores, o que torna o ritual do banho delicioso.

Depois dessa esfoliação/massagem corporal, enxágüe o corpo com a água um pouco mais fria, o que ajuda a fechar os poros e dá uma sensação de revitalização.
Mas não é só no banho que essa maravilha pode ser usada, pois seu uso pode ser estendido para a cozinha, substituindo a esponja industrializada.
É importante lembrar que, ao contrário das esponjas sintéticas que são feitas a base de petróleo e que quando descartadas são jogadas em lixões poluindo o meio ambiente, a bucha vegetal é biodegradável, sendo a opção mais sustentável a ser utilizada, podendo, inclusive, ser descartada na composteira seca. Além disso, outra vantagem sobre as esponjas industrializadas é o fato de que podem ser higienizadas constantemente, eliminando bactérias e evitando contaminações.
Vale referir que a bucha vegetal não risca a louça, ao contrário da esponja sintética que tem uma parte áspera, além de ser mais barata, quando comprada uma inteira cilíndrica que pode ser “fatiada” e usada por pedaços.

Além de tudo isso, é muito fácil de ser encontrada, seja em feiras de produtos naturais, seja em farmácias e supermercados, além do que, também pode ser plantada no quintal de casa.
Todavia, é muito importante tomar cuidado com a conservação e higienização da bucha, pois deixá-la molhada ou úmida no banheiro após o banho, faz como que bactérias se acumulem no seu interior e podem surgir até mesmo fungos (mofo).
Devem ser bem lavadas após o uso, tanto do banho quanto da limpeza da louca, certificando-se de que todo o sabão/sabonete saia, pois do contrário, os resíduos de pele morta ou restos de comida vão “alimentar” bactérias que acabam se proliferando na bucha e podem contaminar quem usá-la. Assim, é bom mantê-las em local arejado e deixar secar em um ambiente com baixa umidade.
Ferver a bucha vegetal semanalmente é uma boa maneira de higienizá-la, podendo acrescer um pouco de bicarbonato de sódio na água ou até mesmo lavar em um ciclo de água quente com as suas toalhas na máquina de lavar roupas ou na lavalouças.
Independentemente do método que escolher para cuidar da bucha, isso deve ser feito pelo menos uma vez por semana, para garantir que permaneça saudável para o uso, além de trocá-la com regularidade (uma vez por mês).

Ao colocar a bucha vegetal na sua rotina diária, seja no banho ou na limpeza da casa, você vai produzir menos lixo, contribuir para a conservação do meio ambiente e ainda tem a possibilidade de cultivá-la em sua casa.

Então, pense com carinho sobre trocar esponjas sintéticas e altamente poluentes pela bucha vegetal, que além de natural, traz vários benefícios para a sua saúde.



iinspiradas@gmail.com
aneossanes@gmail.com
@iinspiradas
@aneossanes
(ins)piradas

10 comentários:

  1. Oi!

    Que Post, hein miga?! Muito bem fundamentado, é nítido oquantidade você pesquisa e busca informação de credibilidade!

    Parabéns!

    😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga! Ler isso me dá motivação para seguir escrevendo ^_^

      Excluir
  2. Aaaah, esses benefícios eu conheço bem, minha mãe uma vez me falou pra usar e só me trouxe benefícios. Adorei esse post...nunca vi ninguém falando dela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado e mais ainda de saber que já usa e conhece os benefícios dessa maravilha ^_~

      Excluir
  3. Nossa que legal esse post vc inovou em? Parabéns!!!Me trouxe muitas recordações. .. Até uns anos atrás tinham essas buxas em casa..Minha mãe sempre usou no corpo e principalmente nas rachaduras dos pés segundo ela era bom pra pele. JÁ notei q ela entendia mais que eu. Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu sonho era ter aqui em casa, mas infelizmente não tenho jardim. Fica a dica: as mães sabem MUITO!!!

      Excluir
  4. Adorei as dicas ! Não sabia sobre isso de ferver a bucha vegetal para higienizar, agora já vai fazer parte da minha rotina <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica melhor se ferver com uma colher de sobremesa de bicarbonato de sódio ^_~

      Excluir
  5. Muitíssimo interessante, adorei esse post, tem muita coisa importante que eu não sabia, e eu tenho essa bucha aqui em casa.
    OBRIGADA PELAS DICAS.
    Beiijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado do post. E usa a bucha vegetal. Vai adorar.

      Excluir